HomeOperandoFranqueados contam como é o Marketing de suas franquias

Franqueados contam como é o Marketing de suas franquias

Franqueados contam como é o Marketing de suas franquias

“Posso criar minhas campanhas, mas tenho que utilizar a agência contratada pela franqueadora”

Ronaldo Mesquita, franqueado de 2 lojas do Mr. Cheney no Rio de Janeiro, tem a liberdade de fazer suas campanhas locais, mas precisa utilizar a agência de propaganda contratada pela franqueadora, que desenvolve individualmente os materiais personalizados para seus pontos de venda. “Gosto muito desse modelo porque penso que ninguém conhece a minha clientela e o dia a dia da minha loja como eu. Com campanhas locais posso impactar com maior eficiência meu mercado local”, explica.

Ele conta que tem públicos distintos para produtos diferentes em suas lojas, que são cookie stores e vendem produtos tipicamente americanos. Por isso faz banners e totens diferenciados em cada uma delas. “Em minha loja da Barra da Tijuca, por exemplo, onde o público é predominantemente jovem, tenho mais venda de cookies, enquanto que na loja da Tijuca, onde há mais famílias e pessoas de meia idade, produtos como panquecas e tortas de maçã têm mais saída. Então, como o Fundo de Propaganda remunera a Agência, peço as campanhas e arco com os custos para a instalação ou veiculação das mesmas”, completa.

“Elaboro sozinho todas as minhas campanhas de Marketing, mas sempre peço a aprovação do franqueador”

Fabrício Fernando Gadotti tem uma franquia territorial e pode expandir com a venda de outras franquias da mesma rede em sua área de atuação. Responsável pela expansão da franquia Acqio, de venda de máquinas de cartões de crédito, em todo o norte de Santa Catarina, ele pode decidir, criar e elaborar peças de campanha de marketing em sua localidade. “A franqueadora tem diversos materiais disponíveis para serem usados nacionalmente, mas eu também posso criar ações próprias e colocá-las da forma e onde quiser. Com exceção da formatação de páginas próprias para mídias sociais, o que é proibido pela franqueadora, posso realizar patrocínios, fazer outdoors e outros materiais. Só tomo sempre o cuidado de enviar tudo para a aprovação prévia do franqueador”, diz.

Como a franqueadora de Fabrício não cobra Taxa de Propaganda de seus franqueados, todos têm liberdade para a realização de marketing local, mas ele pretende fazer um rateio com os seus franqueados para as mídias ficarem mais baratas. “Já somos em 10 franqueados por aqui e, por enquanto, todo o investimento é meu, mas minha ideia é aguardar até que eles estejam mais maduros em seus negócios e realizar rateios para a publicidade em minha região.

Compartilhar:
Sem comentários

Deixe seu comentário