HomeBuscandoQual é a melhor franquia para mim?

Qual é a melhor franquia para mim?

Qual é a melhor franquia para mim?

Bom, parece que você já optou pela busca de uma franquia. Mas, como saber qual é a melhor? Essa pergunta é feita por 99% de todas as pessoas que pensam em abrir uma franquia e a resposta é sempre a mesma: a melhor franquia é aquela com a qual você se identifica. De nada adianta investir em um negócio promissor, se você não estiver motivado a trabalhar nele. De nada adianta, por exemplo, adorar comer pizza. Você precisa gostar de fazer a pizza todos os dias, inclusive aos finais de semana.

Depois de identificar qual é o setor e o ramo de atividade que mais lhe atrai, nós vamos dar algumas dicas para você iniciar a busca pela sua franquia. Para começar, que tal conhecer mais a fundo aquelas que mais lhe atraem?  Uma boa pesquisa sobre a situação do setor na economia atual pode ajudar a saber se vale a pena investir nessas franquias. Mas, cuidado! Fuja das “modinhas” das franquias de determinados produtos ou serviços que se tornaram “febre” nos noticiários. Isso, isoladamente, não faz de uma franquia um sucesso comprovado.

Uma outra dica é também fazer uma pesquisa em sites de reclamação de consumidores, pelo nome da franquia. A reputação que um negócio apresenta no mercado, seja entre os consumidores ou entre os franqueados e ex-franqueados da rede, pode ser um alerta para você não entrar neste barco furado.

 


Iniciando a pesquisa de uma franquia

Que tal começarmos a eliminar algumas franquias que não oferecem o básico, como conquistar a sua própria confiança? Para começar, veja três dicas que separamos para você:

  1. Avalie as pessoas que estão por trás da franquia. Todas as grandes empresas são construídas com pessoas de qualidade e não por ideias baratas. Qual é a reputação delas no mercado?
  2. Investigue o conceito. É uma empresa em crescimento? É nova ou inovadora? Quão real é a demanda de consumo do produto ou serviço? O negócio pode ser duplicado em outro ambiente? O negócio é operado há tempo suficiente para que se possa determinar sua viabilidade?
  3. Finalmente, examine a viabilidade e potencial dos relacionamentos da própria empresa. Os atuais franqueados têm lucro? Existe uma sequência de sucesso entre os donos das franquias? O franqueador tem pessoal suficiente para apoiar as franquias? O programa de marketing da franquia é consciente e projetado para rápida penetração no mercado?

 

Compartilhar:
Sem comentários

Deixe seu comentário