HomeInteressadoTenho medo de ser enganada numa franquia. Como me precaver?

Tenho medo de ser enganada numa franquia. Como me precaver?

Tenho medo de ser enganada numa franquia. Como me precaver?

Leitora conta que tem medo de ser enganada e perder suas economias numa franquia. Você também tem? Então veja essas dicas.

Dúvida da leitora: Quero entrar numa franquia, mas tenho medo de empregar minhas economias e ser enganada. Que caminho seguir?

Respondido por Marcus Rizzo, especialista em franquias, e editado por Mariana Desidério. Originalmente publicado na Revista Exame.

 

Vamos começar com “ser enganada”! Não queira enganar a si mesmo! Querer “entrar numa franquia” equivale a “acho que vou casar”, não sei como, nem onde e muito menos com quem!

Outra clara evidência de que quem está tentando enganá-la é você mesma é o fato de você dizer que vai “empregar suas economias”.

Nada disso! Quem vai se empregar e, com muito trabalho associado a uma enorme motivação, é você mesma, e não suas economias. Seu capital não vai trabalhar sozinho, não se engane!

Assim, vamos começar novamente: “Gostei muito daquele negócio e, toda vez que por lá estou, fico pensando como seria ótimo se eu tivesse um igual, quantas coisas eu poderia fazer! Nesta última vez que lá estive me informei que é franquia. Estou preocupada com a melhor forma de investir minhas economias neste negócio.”

Agora sim, e olhe como este negócio de franquias é sensacional!

Permite que, antes de casar, você possa conversar e avaliar com todas aquelas que estão casadas ou mesmo foram casadas com o seu pretendente. Antes mesmo de tomar a decisão é possível perguntar diretamente a cada uma delas se foram enganadas ou mesmo se o capital exigido para o negócio foi bem investido.

E tem mais, somente as franquias são obrigadas por lei a lhe entregar a COF (Circular de Oferta de Franquias), um documento com todas as promessas do franqueador (seu pretendente)  para antes e depois do casamento. Algumas franquias ainda lhe oferecem um “test-drive”: experimente o pretendente antes de investir.

Insistindo muito, eu ainda lhe recomendaria duas questões que você deve avaliar cuidadosamente, responder para si mesma e lembrar diariamente destas respostas pelos próximos dez anos:

Ter uma franquia será o melhor caminho para mim?

Ao responder “sim”, reconheço que sou aquele tipo de pessoa que aceita continuar com precisão um negócio desenvolvido por outro, sem querer fazer mudanças. Vou iniciar este negócio usando o conhecimento e a experiência de outro que ao longo de anos desenvolveu um processo de gestão da empresa que precisa funcionar como uma cópia do negócio original.

Estou preparada para muito trabalho?

Para ter sucesso no negócio você reconhece que terá muito, mas muito trabalho pela frente? Reconhece também que somente sua motivação e gosto pelo negócio serão as molas que deverão lhe impulsionar de forma incansável e com prazer?

Se você não tem esta motivação e empolgação por aquele específico negócio, diga não, e desista!

O único lugar onde “sucesso” vem antes de “trabalho” é no dicionário.

Compartilhar:
Sem comentários

Deixe seu comentário